Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

15 integrantes de facção criminosa são condenados a 209 anos de prisão em Navegantes

O juiz Gilberto Gomes de Oliveira Júnior, titular da Vara Criminal da comarca de Navegantes, condenou 15 réus acusados de integrar facção criminosa a penas que, somadas, atingem 209 anos de prisão. Eles foram responsabilizados pelos crimes de organização criminosa, invasão de terras municipais e implantação de loteamento irregular, além de crimes ambientais, extorsão e tráfico de drogas. Todos os delitos foram praticados entre os anos de 2014 e 2015. Os acusados foram presos em 2016. Uma mulher, segundo denúncia do Ministério Público, era a chefe da quadrilha, que passou a ter maior envergadura após aderir a uma facção com atuação na região. Ela ganhou o posto de "disciplina-geral". A primeira ação ocorreu com a invasão de terras públicas no período compreendido entre 2014 e meados de 2015, entre os bairros São Paulo e Meia Praia 1, inclusive com abertura de ruas sem a autorização do município. Os crimes ambientais foram praticados na implantação do loteamento. Já a extorsão iniciou em 2015 e teve por vítimas 475 pessoas que construiram 231 moradias na área. Nesta época, a "disciplina-geral" arquitetou um esquema de cobrança de valores para os moradores dos lotes que venderam e também para outras pessoas que invadiram e passaram a ocupá-los por acreditarem serem doados. Outros integrantes realizavam a cobrança de pagamentos regulares pelo uso dos lotes, porém mediante ameaças de morte. Este mesmo ardil era empregado para que os moradores locais comprassem materiais de construção exclusivamente no estabelecimento de um outro membro do grupo. Assim, arrecadavam dinheiro para a organização criminosa que ainda se dedicava ao tráfico de entorpecentes. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça (Autos n. 0004142-65.2015.8.24.0135).
18/05/2017 (00:00)
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia